terça-feira, 30 de junho de 2015

República Democrática da Grécia

A Grécia, no seu todo, e os gregos na sua maioria, são um falhanço. Há corrupção em toda a linha de classes sociais. E detestam pagar impostos.
A atualidade daquele país e povo não corresponde com o passado glorioso de há milhares de anos.
Como a culpa não pode ser minha (nossa, enquanto povo), resolveram eleger a Austeridade como a razão de todos os males. Porventura, até a Austeridade poderia ser a causa da separação entre Tsipras e a companheira!
Com a sua total soberania, elegeram para o seu governo, um partido de esquerda radical que (imagine-se!) se aliou a um partido da extrema direita!
Aprontam-se agora para dizer sim ou não a um referendo a uma pergunta de 68 palavras, a qual não percebem muito, mas que se resume a sair ou ficar no Euro.
Vão votar (oráculo), na sua maioria, pelo SIM.
Porque se votarem NÃO, preparemo-nos todos, gregos e "troianos", para ver nascer na Europa a "República Democrática da Grécia"!
Espero enganar-me...

Sem comentários: