domingo, 28 de junho de 2015

Referendo na Grécia: Diferente de 2011?

Sabemos todos que os políticos, em geral, têm a memória curta...
Este palhaço vestido de intelectual, não foge à regra (‪#‎Tsipras‬): Em Outubro de 2011, vaticinou um desastre, se fizessem um referendo que poderá colocar o povo grego entre a espada e a parede (ou seja, entre dizer sim ou não à austeridade, ou entre ficar ou sair do Euro).
Pois, será pelas suas próprias mãos que o referendo vai em frente (até ver...). O desastre está ali ao virar da esquina. Mas tenho as minhas dúvidas quanto ao povo grego ser assim tão anti-Euro. Provavelmente ganha mesmo o SIM (Oráculo).
E a este desengravatado não lhe restará outra coisa senão demitir-se. Se isso acontecer, ficamos todos mais aliviados. A Europa não é para radicais, nem de esquerda, nem de direita. Está no nosso ADN o equilíbrio e o bom senso.
Vejam bem o que ele disse em 2011. Agora, avançou ele próprio para o referendo. Palhaço!

Sem comentários: