quarta-feira, 30 de abril de 2014

20 anos depois da morte, o Mundo recorda Ayrton Senna

Mais do que tudo, o adeptos recordam o homem e o seu carisma. Ano após ano multiplicam-se os livros, álbuns fotográficos, ensaios e documentários sobre Senna, imortalizando a sua imagem.

20 anos depois da morte, o Mundo recorda Ayrton Senna
Vinte anos depois da sua morte, há muito que foram batidos os recordes em pista do piloto de fórmula 1 brasileiro Ayrton Senna, mas o Mundo ainda recorda o carisma de um jovem prodígio que se transformou em ícone.
A 01 de maio de 1994, faz 20 anos na quinta-feira, Ayton Senna da Silva morreu em corrida, no circuito italiano de Imola, quando o seu Williams-Renault embateu violentamente nos muros da curva Tamburello.
No culminar de um fim de semana negro (o piloto austríaco Roland Ratzenberger tinha morrido 25 horas antes num acidente nos testes livres), o Mundo assistiu, em direto pela televisão, à saída de pista do Williams-Renault, ao inevitável embate e, por fim, ao célebre capacete amarelo e verde tombado para o lado, imóvel por longos segundos.
Numa fração de segundo acabava-se o percurso de um piloto que disputou 161 grandes prémios (entre 1984 e 1994), dos quais ganhou 41, fez 65 "pole positions", 80 pódios e que liderou em quase 3.000 voltas.
Nenhuma destas marcas é ainda recorde. Michael Schumacher, o homem que acabaria por ganhar o fatídico Grande Prémio de São Marino 1994, em Imola, (causando indignação por celebrar a vitória num pódio ensombrado pela morte de Senna), pulverizou o recorde de vitórias (tem agora 91 triunfos), de "pole positions" (tem 68) e também do número de voltas na liderança (mais de 5.000).
Outros pilotos e outros tempos na Fórmula 1 encarregaram-se de apagar outras marcas de Senna, que mantém o recorde de 19 corridas lideradas de início ao fim (todas as voltas na liderança) ou o recorde de cinco vitórias consecutivas no mítico GP do Mónaco.
No 20.º aniversário da morte de Senna, enquanto o também ícone Schumacher luta pela vida, mergulhado num coma após um acidente de esqui, a modalidade recorda o enorme talento do piloto brasileiro, especialista em rodar com chuva (tal como Schumacher), a sua determinação absoluta e a vontade de vencer, que lhe deu três títulos (1988, 1990 e 1991).
À sombra da morte, mas sobretudo do que foi em vida, apaga-se da memória o Ayrton Senna que também perdia a cabeça com adversários nas curvas, que discutia aos gritos na "pit-lane", que lançava insultos, que travava lutas acirradas com o francês Alain Prost.
Mais do que tudo, o adeptos recordam o homem e o seu carisma. Ano após ano multiplicam-se os livros, álbuns fotográficos, ensaios e documentários sobre Senna, imortalizando a sua imagem.
Em 2011, o realizador britânico Asif Kapadia lançou o documentário "Senna, sem medo, sem limites, sem igual", um documento que mostra às novas gerações não só o percurso do piloto brasileiro, mas também dá um vislumbre do que era a Fórmula 1 quando ao volante ainda corriam heróis.
Na quinta-feira, no velhinho circuito de Imola, onde desde 2006 não correm carros de F1, será desvelado um busto de Ayrton. A cerimónia marca o arranque de quatro dias dedicados a assinalar, no local da sua morte, o desaparecimento de um dos ícones do desporto mundial.

Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa
(Link)

domingo, 27 de abril de 2014

Estes Santos moldaram a História da Igreja...

FUNDAÇÃO AIS - Ajuda à Igreja que Sofre

Seja solidário com a Igreja necessitada. Dê um donativo!

NEWSLETTER 27/04/2014  

Veja o vídeo »

Ver mais »

Missa em Acção de Graças »

Acenda uma vela e reze connosco »

 Siga-nos em:

 Siga-nos no Facebook

  Siga-nos no Twitter

  Siga-nos no YouTube

Siga-nos no Issuu

Siga-nos no Wordpress

Siga-nos no Google+

 Siga-nos no Pinterest

 

 

Fundação AIS

© 2013 Fundação AIS | Recebeu este e-mail como subscritor da e-Newsletter da Fundação AIS.
Não responda a esta e-Newsletter. Caso pretenda contactar-nos, por favor, clique aqui
Se não deseja receber mais e-Newsletters, poderá remover o seu e-mail da nossa base de dados clique aqui

 

 

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Portugal emite Obrigações a 10 Anos a 3,57%

Portugal emitiu hoje 750 milhões de EUR de divida a 10 anos (emissão não sindicada).

Através do aumento da emissão com maturidade em 2024 (previamente existente), Portugal emitiu no limite máximo do intervalo definido – os 750 Milhões de EUR – sendo de destacar o facto da taxa de juro da emissão ter ficado abaixo dos níveis praticados em mercado nos últimos dias: a taxa de juro desta emissão ficou nos 3,57%.  
Ontem as taxas de juro a 10 anos tinha fechado nos 3,70%.

A procura superou em 3,47x a oferta.


No gráfico seguinte apresentamos a evolução da taxa de juro de Portugal a 10 anos desde o início do ano.


quinta-feira, 17 de abril de 2014

A propósito do de abril

 

E-S-P-E-C-T-A-C-U-L-A-R - Não percam

A não perder estas excelentes imagens

 

Estudantes Universidade de Villanova, na Pensilvânia (Estados Unidos) trabalharam por dois anos: coletaram fotos e tentaram inúmeras simulações.
Usaram uma câmara motorizada de borda, com uma alta resolução e
tridimensional.


Eventualmente colocaram seu extraordinário trabalho na internet, acessível
a todos.


Todos podem agora visitar virtualmente essas obras maravilhosas: Clique em
um dos quatro itens listados abaixo. Isto irá abrir a página do site com a imagem de sua escolha. Olhe assim: segure o botão esquerdo do mouse para mover a imagem, use a roda do rato para o zoom, ou clique sucessivamente no + para ampliar ou no - para reduzir.

Clique em cada um, espere carregar e mova o mouse!

*Cappella Sistina* <http://www.vatican.va/various/cappelle/sistina_vr/index.html>


*Basilica di San Pietro*<
http://www.vatican.va/various/basiliche/san_pietro/vr_tour/index-en.html>


*Basilica di San Paolo fuori le Mura*<
http://www.vatican.va/various/basiliche/san_paolo/vr_tour/index-it.html>


*Basilica di San Giovanni in Laterano*<
http://www.vatican.va/various/basiliche/san_giovanni/vr_tour/Media/VR/Lateran_Nave1/index.html>