quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Elásticos para o cabelo - ALERTA

Por favor leia essa mensagem  que é  muito  importante  e divulgue, também.
 
Elásticos para o cabelo - ALERTA


 
PARA AS MULHERES QUE PRENDEM OS CABELOS E PARA OS HOMENS PARA QUE ORIENTEM SUAS ESPOSAS, FILHAS, NAMORADAS, MÃES, ETC..
 
           
         Incrível ........ quase não dá para acreditar... só pelo preço que são vendidos, percebe-se que não são de boa procedência..

 

                                                                 


Incrível o que fazem os chineses para vender seus produtos em nosso país, e que põem em risco a nossa saúde!


EVITEM comprar este tipo de elásticos para o cabelo, pois são feitos de PRESERVATIVOS usados, e segundo os chineses, estão limpos e desinfetados, mas não é 100% seguro.


As mulheres têm a mania de segurá-los na boca enquanto penteiam o cabelo da filhas, e este tipo de elásticos pode ter sido feito de preservativos usados que podem ter sido usados por pessoas com HIV/SIDA, ou outro tipo de doenças de índole sexual. Ao que parece este tipo de elástico vem da China e é vendido em mercados ou lojas dos chineses e que dizem leve 3 pague 2.


De acordo com o governo dos E.U.A. e Espanha, reciclar preservativos é ilegal!

Recordem também, que a China tem sido palco de diversos escândalos de índole sanitária: leite BB contaminado, os ovos, a carne, os brinquedos da MATEL cuja pintura trazia quantidades enormes de chumbo, etc...

Lamentavelmente nem sempre os produtos são controlados pela inspeção sanitária, pois muita mercadoria é contrabandeada para nosso país.

PORTANTO, ATENÇÃO: Antes de comprar elásticos, certifiquem-se que estes ao serem esticados o elástico interior seja br anco, ou, para nossa segurança, sejam completamente de algodão.

13/11/07 - 14h48 - Atualizado em 13/11/07 - 15h07
China encontra elásticos de cabelo feitos com camisinha usada

Eles estariam sendo produzidos com borracha de camisinhas usadas.
Governo alertou população para evitar risco de contaminação com o vírus da Aids.

AFP

Tamanho da letra

A-
A+
 


Mulheres chinesas vêem loja de elásticos para cabelos em rua de Guangzhou, na província de Guangdong; o governo chinês mandou a população tomar cuidado para não pegar doenças sexualmente contagiosas com o produto, pois foram encontrados elásticos feitos com a borracha de camisinhas usadas, conforme informou o jornal estatal "China Daily". Segundo um comunicado, as "pessoas podem ser infectadas com o vírus da Aids" e outras doenças. Um pacote com dez elásticos custa o equivalente a R$ 0,50. (Foto: AFP)