quinta-feira, 28 de maio de 2009

ACT do Grupo BCP (Ou: "neverending story"...)



 
A primeira reunião de negociações para a revisão da tabela salarial e cláusulas de expressão pecuniária do ACT do Grupo BCP realizou-se dia 14 de Maio, com a Administração a insistir na sua proposta de aumentos diferenciados. Na reunião, a Administração tentou justificar com a actual crise económica a sua proposta de revisão salarial que, recorde-se, representa um aumento de 0,9% para os trabalhadores até ao nível 10, percentagem que é reduzida progressivamente até atingir 0,4% de aumento no nível 20. O SBSI manifestou desde logo a sua total indisponibilidade para acordar um aumento da tabela nos termos propostos, não só porque a percentagem máxima fica muito aquém daquelas que são as expectativas dos trabalhadores, mas também porque não é legítimo continuar a descurar o aumento dos trabalhadores colocados em níveis profissionais superiores, pois tal política conduziria ao total desvirtuamento do acordo consagrado em 2002 - e do qual o Millenium então se vangloriou. Nesta primeira sessão negocial, o SBSI também questionou a Administração sobre a distribuição de lucros pelos trabalhadores, tendo sido informado que o Grupo tenciona cumprir o procedimento ainda este mês, tal como foi aprovado na Assembleia-Geral. No entanto, o Grupo pretende aplicar nesta rubrica a política defendida para os aumentos salariais, o que significa que os trabalhadores dos níveis mais elevados não serão contemplados. Por fim, o SBSI quis saber que alteração está a ser implementada em matéria de avaliações, tendo reafirmado o seu pedido escrito para que lhe sejam enviados os documentos em questão, de forma a que o Sindicato possa analisá-los. A Administração comprometeu-se a fazê-lo de imediato. Nova reunião ficou agendada para o dia 1 de Junho.
 


Sem comentários: